Semar e SMTT realizam operação conjunta para apurar crime ambiental em logradouro público

Na última sexta-feira (25), o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Charles Granger, a Diretora de Meio Ambiente, Hanna Correia, e o Coordenador de Controle Viário, Jansen Ricardo, estiveram na Rua Vereadora Ester Trindade Serra para apurar uma denúncia de crime ambiental que estaria causando transtornos à fluidez do trânsito. Na localidade, os proprietários de um imóvel, desconhecendo a legislação ambiental municipal, solicitaram um prestador de serviços não cadastrado na Secretaria Municipal de Meio Ambiente - Semar para executar o corte de árvores ao longo da via. Os resíduos do corte indiscriminado foram jogados na rua, obstruindo a passagem de veículos. Motoristas que passaram pelo local acionaram a Superintendência Municipal de Trânsito e Transportes - SMTT para solucionar o engarrafamento que se formou no trecho. Também foram acionadas as autoridades do Meio Ambiente.

Na via, as autoridades interditaram a área e instruíram o podador, bem como os moradores, sobre a postura correta a ser adotada nesses casos. Conforme matéria já veiculada no site (clique aqui para ler), o podador precisa estar cadastrado na Semar para o desempenho da atividade e o morador precisa de autorização para realizar o corte ou poda de árvores em logradouros públicos do município

Segundo a Lei de Crimes Ambientais, é proibido podar, cortar, danificar, derrubar, remover ou sacrificar árvores da arborização pública. A poda sem autorização expressa está sujeita a multa, sem prejuízo de demais sanções penais e administrativas.

   Compartilhar no Facebook    Compartilhar no Whatsapp